conecte-se conosco

Olá, o que procuras?

Futebol

Campeão Mundial de 2022: El Pibe no céu, Dibu com os pés na terra e muita emoção

Soou o apito final do Mundial mais polémico da história. A final não poderia ter sido mais emotiva. A razão europeia enfrentou a emoção sul-americana e culminou num dos jogos mais frenéticos de sempre. No fim, 36 anos depois da última conquista, a Argentina levantou o terceiro troféu de campeão mundial de futebol.

Campeão Mundial de 2022: a caminhada até à final

Chegou como uma das favoritas à vitória, mas tropeçou logo no jogo inaugural frente à equipa teoricamente mais fraca do grupo, a Arábia Saudita. É assim que podemos definir o início da caminhada da Argentina no Mundial 2022.

As vitórias seguintes frente ao México – um eterno rival – e à Polónia permitiram que a Argentina segurasse o primeiro lugar e consequente passagem aos oitavos de final.

Se na ronda dos melhores 16 foi fácil ultrapassar a Austrália, o mesmo não se pode dizer dos quartos de final frente aos Países Baixos, com a partida a ser decidida nas grandes penalidades, depois da resposta épica dos europeus.

Já na meia-final, a luta foi de 10 nas costas, dividida entre Modric e Messi. O argentino levou a melhor, mas o respeito entre ambos imperou.

A melhor final de sempre

Lionel Messi de um lado, Kylian Mbappé de outro. A pura classe enfrentava a irreverência. Um lutava pelo único troféu que lhe faltava, outro procurava pelo bicampeonato, chegando assim a uma marca que apenas Pelé conseguiu alcançar (vencer dois Campeonatos do Mundo com menos de 24 anos).

A raça da Argentina começou desde cedo a ser notada e o jogo parecia apenas ter o sentido da baliza de Hugo Lloris. Dembelé derrubou Di María e o árbitro Simon Marciniak apontou de imediato para a marca dos 11 metros. Lionel “La Pulga” Messi agigantou-se perante o guardião francês e fez assim o primeiro. Mas o espetáculo argentino viria pouco tempo depois.

Numa jogada que merece estar nos almanaques do futebol, Messi tocou para Julián Alvarez, que colocou em Mac Allister, que passou a Di “Magia”, que culminou da melhor forma, levando todos às lágrimas, inclusivamente o próprio Di María, que não conseguiu conter a emoção.

Chegávamos ao intervalo e ninguém estava preparado para o que aí vinha. A Argentina mantinha-se por cima do jogo, mas Deschamps continuava a colocar as melhores peças em campo. Aos 80 minutos, Otamendi acabou por fazer falta e Mbappé foi chamado a converter o segundo penálti do jogo. Apesar da tenra idade, o “menino de ouro” francês não tremeu e bateu Emiliano Martínez. O jogo estava relançado e acabou por ficar ainda mais espetacular quando, um minuto depois, Mbappé bisa e coloca tudo por igual. O jogo de nervos estava apenas no início.

Kylian Mbappé foi um dos destaques da final do Mundial 2022 ao marcar um hat-trick

O prolongamento começava e ambas as equipas faziam de tudo para evitar as grandes penalidades. Messi assistiu Lautaro Martínez, que rematou para uma defesa apertada de Lloris; na recarga, Leo faz o golo, apesar dos esforços de Upemecano para aliviar a bola. Contavam-se 108 minutos de jogo.

A resistência francesa fez-se sentir e aos 117 minutos voltam a empatar a partida, após mão de Montiel, que desceu ao inferno nesse momento. Mbappé voltou a ludibriar “Dibu” Martínez e fez o 3-3. Kolo Muani teve nos pés uma oportunidade incrível para fazer o 4-3 nos instantes finais, mas pela frente encontrou uma das figuras deste Mundial – Emiliano Martínez – que, numa mancha espetacular, negou o golo ao francês. O desempate por grandes penalidades era inevitável.

Messi e Mbappé inauguraram esta decisão com sucesso. Coman acabou por ver o guardião argentino defender a sua grande penalidade. Dybala marcou o segundo para a “albiceleste” e Tchouaméni atirou rasteiro, mas a bola passou ao lado. Paredes acertou e Kolo Muani ainda deu alguma esperança aos franceses, que foi destruída por Montiel logo de seguida, redimindo-se assim do penálti que havia cometido . A história estava escrita.

Uma final como o Mundo merecia, com duas equipas de grande nível que acabaram por mostrar a magia do futebol. Maradona voltaria a ser relembrado, Messi eternizado e Emiliano Martínez consagrou-se como um dos melhores jogadores argentinos.

Os prémios da final do Mundial de 2022

A seleção Campeã do Mundo em 2022 acabou por arrecadar grande parte dos prémios.

  • Prémio Melhor Jogador Jovem do Mundial 2022: Enzo Fernández
  • Prémio Melhor Marcador do Mundial 2022: Mbappé
  • Prémio Melhor Guarda-Redes do Mundial 2022: Emiliano Martinez
  • Prémio Melhor Jogador: Lionel Messi

Em primeiro lugar, o Prémio Melhor Jogador Jovem do Mundial 2022 foi entregue a Enzo Fernández, médio da Argentina que segurou o seu lugar ainda durante a fase de grupos e mostrou ser muito importante no meio-campo da “albiceleste”. O jogador do SL Benfica – um dos dois Campeões do Mundo das “águias” – chegou ainda a marcar um golo e a fazer uma assistência, sucedendo a Kylian Mbappé nesta premiação.

Mbappé, um dos jogadores mais velozes do Mundial, com oito golos marcados, foi o melhor marcador deste Mundial. Duplicou a sua contagem pessoal em comparação com o Mundial de 2018 e torna-se ainda mais especial devido à sua tenra idade (23 anos, completando 24 no dia 20 de dezembro) e ao percurso que ainda tem pela frente. O hat-trick marcado na final frente à Argentina deixou um sabor agridoce, mas demonstrou todo o potencial do avançado para o que daí virá em diante.

Enzo Fernández, Lionel Messi, Emiliano Martinez e Kylian Mbappé com os respetivos prémios do Mundial 2022

Intransponível na baliza, Emiliano “Dibu” Martinez foi galardoado com a Luva de Ouro neste Mundial. O guardião foi incrível nas duas decisões de grandes penalidades a que foi sujeito, para além de todas as defesas que seguraram o resultado nesta final. A aposta de Scaloni no guarda-redes do Aston Villa tornou-se certeira, juntando assim o troféu de Campeão Mundial à Copa América e à Finalíssima.

O prémio de melhor jogador do torneio foi para Lionel Messi. Se pouco há a acrescentar sobre o astro argentino, muito se pode aprender com o seu tipo de jogo. Importante em todos os momentos da Argentina, uniu o grupo em torno de um só objetivo e logrou acrescentar o único título que faltava ao seu palmarés. Lutou até ao fim pela Bota de Ouro deste Mundial, indo esta para o seu companheiro de equipa, Kylian Mbappé, mas alcançou o “prémio carreira” que tanto desejava.

Messi foi a grande figura do Mundial 2022

Leo está de parabéns e, para a história, fica a semelhança incrível entre uma foto sua tirada nos festejos do título com uma outra tirada a Diego “El Pibe” Maradona, em 1986, fechando com chave de ouro aquela que terá sido a sua última participação num Mundial.

banner de apostas sem risco até 50€ da bwin em apostas desportivas
apostar online na app bwin
quem será o campeão da liga portgal bwin de 2022-23
bwin-tv
slot-races
banner-bonus-bwin-apostas-desportivas
app-apostas-online-bwin
liga-portugal-bwin-campeao-widget
03
slot-races
previous arrowprevious arrow
next arrownext arrow
Anúncios

Artigos que também podes gostar

Futebol

Conhece as 10 maiores transferências do futebol mundial.

Futebol

Portugal é um país pródigo no futebol. De clubes campeões europeus a seleções vencedoras, passando por jogadores imortais, não há quem não tenha ainda...

Futebol

O que vale mais, o talento puro ou o trabalho árduo? A predestinação ou a força de vontade? Estas questões foram já abordadas de...

Futebol

O fim de ano trouxe-nos várias surpresas. Uma delas foi a transferência de Cristiano Ronaldo para o Al-Nassr, um dos maiores clubes da Arábia...