conecte-se conosco

Olá, o que procuras?

Futebol

Futebol no feminino

Esta semana fez-se história no futebol português, e não foi por causa de de uma qualquer jogada de génio ou de uma partida memorável.

Fez-se história porque, pela primeira vez, uma mulher foi inscrita como delegada num jogo do principal escalão do futebol sénior masculino em Portugal.

A ex-futebolista Mariana Vaz Pinto tornou-se, aos 26 anos, Team Manager do Belenenses SAD, depois de ter desempenhado as mesmas funções na secção de futebol feminino do Sporting.

Na passada segunda-feira, dia 25 de outubro, o seu nome foi inscrito na ficha do jogo que opôs o seu clube ao Boavista, no estádio do Bessa, a contar para a Liga Portugal bwin.

Num post nas redes sociais dedicado ao acontecimento, os azuis defenderam que “nenhuma atividade profissional deve estar barrada por questões de género” e que a competência deve estar “acima de qualquer fator”. A Liga também assinalou o feito, escrevendo por sua vez que “Mariana Vaz Pinto entrou (…) na história do futebol profissional ao sentar-se no banco do​​​​ Belenenses SAD como Team Manager”.

Porque é que algo que, no fim de contas, deveria ser perfeitamente normal, é assinalado como um feito histórico? Porque em plena segunda década do século vinte e um, não abundam, mesmo a nível mundial, casos de mulheres ocupando cargos de dirigismo no futebol sénior masculino.

As razões para este facto têm raízes profundas, assentes em séculos de descriminação e luta pelos direitos das mulheres em todas as áreas, incluindo no desporto. Inicialmente exclusiva dos homens, a prática desportiva foi sendo lentamente aberta também às mulheres, à custa de conquistas inspiradoras de atletas femininas, que foram aos poucos derrubando barreiras.

Hoje em dia já é normal que uma mulher pratique voleibol, ténis, futebol ou qualquer outro desporto. No entanto, segundo o projeto “ALL IN: Towards balance gender in sport”, em 2018 só “30% dos desportistas federados em Portugal que praticam modalidades olímpicas” eram mulheres.

No caso do futebol, em 2019 existiam em Portugal cerca de cem mil atletas federados (167 986) e destes, apenas 8 363 eram mulheres. O futebol feminino em Portugal tem tido uma excelente evolução, sendo que atualmente a seleção nacional tem capacidade para se bater com qualquer outra equipa do mundo, mas as suas conquistas não têm ainda a mesma relevância mediática que as dos colegas homens.

Segundo a Forbes, dos 100 desportistas mais bem pagos do mundo em 2017, apenas uma era mulher: Serena Williams. Ainda assim, os seus números eram baixos quando comparados com as maiores estrelas do desporto masculino.

Se mesmo a nível da prática desportiva ainda há um caminho a percorrer até à igualdade plena, na arbitragem , no treino e no dirigismo a situação não é diferente. As mulheres continuam sub-representadas nas instituições desportivas a nível nacional e mundial, mas vão aparecendo alguns casos, como o de Mariana Vaz Pinto, que nos fazem acreditar que, pelo menos no futebol, não vão continuar “fora de jogo” por muito mais tempo.

Lydia Nsekera foi membro do Comité Olímpico Internacional e a primeira mulher a integrar o Conselho da FIFA, em 2013; Em 2014, a portuguesa Helena Costa tornou-se a primeira mulher a treinar uma equipa de futebol sénior masculino numa das principais ligas europeias, o Clermont foot, da 2ª liga francesa; Em 2016, a senegalesa Fatma Samoura assumiu o cargo de Secretária-Geral da FIFA; Em 2020, Stéphanie Frappart tornou-se na primeira mulher a liderar uma equipa de arbitragem num jogo da Liga dos Campeões (Juventus vs Dínamo de Kiev); Mariana Granovskaia, Diretora Executiva do Chelsea,  é considerada pelo The Times com a “mulher mais poderosa da atualidade no futebol”, tendo ficado ligada à reconquista da Champions pelos blues em 2021.

Estes são apenas alguns exemplos que provam que as mulheres têm lugar no “futebol de homens”. E tu, também apostas nisso?

banner de apostas sem risco até 50€ da bwin em apostas desportivas
quem será o campeão da liga portgal bwin de 2022-23
bwin-tv
slot-races
banner-bonus-bwin-apostas-desportivas
liga-portugal-bwin-campeao-widget
03
slot-races
previous arrowprevious arrow
next arrownext arrow
Anúncios

Artigos que também podes gostar

Futebol

Acompanha o Mundial 2022 com a bwin Data do jogo Portugal x Suiça: 06/12  Horário: 19:00 (hora Portugal Continental)Apostas bwin Mundial 2022: Portugal x Suiça Portugal no...

Futebol

Resumos desportivos bwin | Dezembro Queres saber o que aconteceu de relevante no fim de semana desportivo mas estás sem tempo para pesquisar? Vieste...

Futebol

Pela segunda vez consecutiva, Portugal chega aos oitavos de final de um Mundial. Esta é a quarta vez que a equipa das quinas alcança...

Futebol

Portugal já garantiu a passagem aos oitavos de final do Mundial 2022. Esta é a segunda vez consecutiva que alcança a fase a eliminar...