conecte-se conosco

Olá, o que procuras?

Futebol

Jogadores que vestiram a camisola do SL Benfica e do SC Braga

Foram vários os jogadores que se transferiram ao longo das últimas temporadas e que fizeram as delícias de adeptos bracarenses e benfiquistas. Fizemos uma recolha de dez nomes que jogaram tanto pelo SL Benfica como pelo SC Braga.

Tiago Mendes

Tiago Mendes chegou ao SC Braga para jogar nos sub-17, em 1997/98, por quem se estreou como sénior em 1999, pelas mãos de Manuel Cajuda e depressa se afirmou. Pouco tempo depois viria a transferir-se para o SL Benfica (2001/2002), clube pelo qual venceu uma Taça de Portugal em 2003/04.

José Mourinho depressa viu o potencial do médio, que seguiu para o Chelsea, Lyon, Juventus e Atlético de Madrid, onde terminou a carreira de jogador.

A nível internacional, conta com 94 internacionalizações, onde disputou vários torneios, como o Europeu de sub-21, em 2002, o Euro 2004 e os Mundiais de 2006 e 2010.

Tiago Mendes a jogar pelo Benfica

Quim

Quim é um dos nomes mais míticos da história do SC Braga, clube onde se formou, transferindo-se para o SL Benfica em 2004/05. Foi ao serviço das “águias” que o guarda-redes mostrou todo o seu potencial, ao ser uma das peças fundamentais do plantel benfiquista, vencendo dois campeonatos, em 2004/05 e em 2009/2010.

Conta ainda no seu palmarés com três Taças da Liga (duas ganhas pelo SL Benfica e a outra pelo SC Braga), uma Supertaça e uma Taça de Portugal pelo CD Aves, clube pelo qual depois se retirou em 2017/18. Antes disso, ainda regressou aos “gverreiros” entre as temporadas 2010/11 a 2012/13.

Artur Moraes

Artur Moraes é outro guarda-redes que “voou” de Braga para Lisboa. Chegou a Braga vindo do Roma em 2010/11 e depressa assumiu o lugar na baliza, tendo alcançado pelos “gverreiros” a final da Liga Europa nessa mesma temporada, perdendo-a para o FC Porto. Aí ficou apenas por uma época, transferindo-se para o SL Benfica em 2011/12, onde ficou por quatro épocas. Em 2015/16 rumou à Turquia para jogar pelo Osmanlispor. Terminou a carreira no CD Aves.

Nuno Gomes

Nuno Gomes é, provavelmente, um dos ídolos que ultrapassa gerações na história do SL Benfica. Sempre destacado no ataque benfiquista, o avançado chegou à Luz em 1997/98, depois de épocas fantásticas ao serviço do Boavista.

Nas três primeiras épocas de águia ao peito, Nuno Ribeiro (Gomes é em homenagem ao seu ídolo de infância, Fernando “Bibota” Gomes) esteve sempre acima da fasquia dos 20 golos por temporada. As boas exibições tanto de vermelho e branco como na seleção nacional valeram um bilhete para Florença para jogar pela Fiorentina, ao lado de Rui Costa.

Regressou ao SL Benfica em 2002/03, sagrando-se campeão nacional em 2004/05 e em 2009/10. Na temporada 2011/12, transfere-se para o SC Braga, aquele que viria a ser o seu último clube em solo nacional. Terminou a carreira ao fim de fazer uma temporada pelo Blackburn Rovers, de Inglaterra.

Rúben Amorim

Rúben Amorim chega ao SL Benfica vindo do Belenenses em 2008/09, onde viria a ganhar o primeiro título de campeão nacional na época seguinte, já com Jorge Jesus enquanto treinador, onde era opção tanto na defesa como no meio-campo.

Saiu para o SC Braga a título de empréstimo a meio da época 2011/12, ficando por temporada e meia nos “gverreiros”, regressando ao SL Benfica em 2013/14, onde viria a ficar até ao fim da temporada 2014/15, tendo estado presente nos dois primeiros títulos do “tetra” benfiquista.

Terminou o seu ciclo enquanto jogador no estrangeiro e enveredou pela carreira de treinador, primeiro no Casa Pia e depois no SC Braga, onde venceu a sua primeira Taça da Liga enquanto timoneiro.

Rafa Silva

Foi em 2012/13 que Rafa Silva começou a dar cartas no Feirense. O SC Braga viu o potencial do avançado, contratando-o na temporada seguinte.

Este ao serviço dos bracarenses por três épocas, onde se foi afirmando como um dos melhores atacantes a nível nacional. Protagonizou, na temporada 2016/17, uma das maiores transferências entre clubes nacionais, quando o SL Benfica pagou 16 milhões de euros pelo seu passe.

Apesar de não ter convencido desde início os adeptos benfiquistas, Rafa é cada vez mais uma peça fundamental no plantel da Luz, estando a fazer uma das melhores temporadas com Roger Schmidt. Recorde-se que o avançado já conta com 11 golos em 26 jogos, sendo que o melhor registo foi em 2018/19, com 21 golos em 44 partidas, ajudando assim o SL Benfica a vencer o 37.º campeonato.

César Peixoto

César Peixoto chegou ao SC Braga vindo do Espanyol em 2007/08, onde viria a jogar por duas épocas.

Em 2009/10, acompanha Jorge Jesus na viagem para Lisboa e assinou pelo SL Benfica, clube que viria a representar por duas temporadas enquanto defesa esquerdo, sagrando-se campeão nessa mesma época. Saiu no fim de 2010/11 para representar o Gil Vicente, clube onde viria a terminar a carreira de jogador.

Lima

Rodrigo Lima entrou em Portugal pela porta do Belenenses, mas na temporada seguinte transferiu-se para o SC Braga onde mostra todo o seu potencial. Realiza duas épocas ao maior nível no clube minhoto, onde marca 40 golos em duas temporadas.

O SL Benfica acabou por comprar o jogador brasileiro em 2012/13, tornando-se outra das peças fundamentais para a conquista dos primeiros dois anos do “tetra”. Pelo clube da Luz venceu ainda duas Taças da Liga, uma Supertaça e uma Taça de Portugal, sendo para sempre relembrado pelos benfiquistas como um jogador cheio de raça, poder e com muito faro de golo. Um dos craques da geração do “tetra”.

Ricardo Rocha

Ricardo Rocha despontou enquanto jogador na equipa B do SC Braga, onde ficou durante quatro épocas, saindo no início de 2001/02, juntamente com Tiago.

Reconhecido como um dos pilares da defesa benfiquista, primeiro fazendo dupla com Luisão no centro e depois na ala direita, Ricardo Rocha venceu um Campeonato, uma Taça de Portugal e uma Supertaça.

As boas exibições nas “águias” valeram uma transferência para o Tottenham, onde venceu uma Carabao Cup.

Ricardo Rocha a jogar pelo Benfica

Chiquinho

Chiquinho fez a sua formação toda no Leixões e, depois de uma breve passagem pela Croácia, é na Académica que mostra todo o seu potencial, tendo sido contratado em 2019/2020 pelo SL Benfica.

No entanto, foi dispensado por Rui Vitória e jogou uma temporada no Moreirense, onde se veio a revelar muito importante, marcando 10 golos (um deles ao SL Benfica no Estádio da Luz) e fazendo sete assistências em 38 jogos.

É então emprestado ao SC Braga por meia época em 2021/22, onde não se conseguiu afirmar, regressando aos “encarnados” já em 2022/23, onde já marcou um golo e fez duas assistências.

Ricardo Horta

Ricardo Horta é uma das grandes novelas dos últimos anos. Fez a sua formação no SL Benfica, de onde saiu para o Vitória SC e, posteriormente, para o Málaga.

Foi emprestado pelo clube espanhol ao SC Braga em 2016/17, de onde já não saiu, tornando-se numa das maiores figuras do SC Braga na última década.

É o maior goleador de sempre dos bracarenses, contando já com uma centena de golos até ao momento.

Ricardo Horta a jogar pelo Braga

Presumiu-se que voltaria ao SL Benfica no início da temporada 2022/23, mas a guerra que envolveu SC Braga, SL Benfica e Málaga não o permitiu.

Joga então ao lado do irmão mais novo, André Horta, nos “gverreiros”, sendo considerado por este um ídolo e exemplo a seguir.

banner de apostas sem risco até 50€ da bwin em apostas desportivas
apostar online na app bwin
quem será o campeão da liga portgal bwin de 2022-23
bwin-tv
slot-races
banner-bonus-bwin-apostas-desportivas
app-apostas-online-bwin
liga-portugal-bwin-campeao-widget
03
slot-races
previous arrowprevious arrow
next arrownext arrow
Anúncios

Artigos que também podes gostar

Futebol

Conhece as principais mexidas no mercado de transferências de inverno.

Futebol

10 Finais da Taça da Liga que ficaram para a História.

Futebol

As 10 maiores goleadas entre Benfica e Sporting. Qual é a tua preferida? Os ânimos começam a aquecer para um dos jogos mais esperados...

Futebol

Portugal prepara-se para enfrentar a sua “besta negra” do Mundial de 2018. Com nomes como Suárez, Darwin ou Godin, La Celeste promete voltar a...